0

Nenhum produto no carrinho.

Perguntas Frequentes

  1. Como posso armazenar minhas sementes de embalagens abertas?
  2. Minha semente não germina ou tenho baixa germinação, o que pode ser?
  3. Minhas mudas estão desuniformes, o que pode ser?
  4. Minhas mudas morreram na primeira semana após a germinação, o que pode ser?
  5. As folhas das minhas alfaces estão amareladas e com fungo branco, o que pode ser?
  6. Qual o Ec ideal para o cultivo de alfaces na hidroponia?
  7. Qual a frequência de fertirrigação necessária das mudas?
  8. Minhas plantas murcham na hidroponia, o que pode ser?
  9. Qual o timer ideal de funcionamento da hidroponia?
  10. Preciso usar berçário na hidroponia?
  11. Minhas mudas não se desenvolvem, o que pode ser?
  12. Tenho muitas plantas com muitas cabeças, o que pode ser?
  13. Quais doenças mais acontecem na produção de hidroponia?
  14. O que posso usar/aplicar na minha produção para controle de doenças?
  15. Quantos dias uma muda fica pronta?
  16. Por que minhas alfaces roxas estão verde?
  17. Por que minhas mudas estão estioladas/caneludas?
  18. Por que minhas alfaces estão pendoando na hidroponia?
  19. Por que minhas plantas estão queimadas na hidroponia?
  20. Por que minhas plantas estão meladas na hidroponia?
  21. Que tipo de embalagens devo usar para Salanova? Qual medida de embalagem?
  22. Salanova é baby leaf?
  23. Qual solução de hidroponia devo usar para Espinafre verdadeiro?
  24. Quantas sementes devo semear para Espinafre verdadeiro ou acelga verdadeira?
  25. Como posso consumir Acelga verdadeira?
  26. Posso semear semente vencida?
  27. Minhas mudas estão retorcidas, duras e escuras, o que pode ser?
  28. Minhas plantas estão crescendo torcidas, o que pode ser?

1. Como posso armazenar minhas sementes de embalagens abertas?

É importante primeiro entender que uma semente é acima de tudo um ser vivo e que dependendo das condições de armazenamento pode induzir a dormência da semente, morte ou comprometer o vigor da mesma. Após da abertura da embalagem o ideal é que o consumo da embalagem seja imediato, entretanto caso o seu consumo seja de poucas sementes por semana, recomendamos que o volume total da embalagem seja fracionado em embalagens menores com volume a ser consumido por semeio e armazenadas em locais de temperatura amena e longe da umidade. As embalagens deverão ter de preferência com tampas de rosca ou que possam ser fechadas de forma quase hermética, ocasionando pouca troca de oxigênio. Garrafas pets são uma ótima opção de embalagens, ou potes de vidros. Observação: mantenha sempre a embalagem original guardada até o consumo final destas sementes.

Para mais informações acesse nosso blog sobre germinação e armazenamento de sementes.

2. Minha semente não germina ou tenho baixa germinação, o que pode ser?

A não germinação das sementes pode ser decorrente de muitos fatores: mau armazenamento das sementes (em ambiente de temperatura alta, de alta umidade, embalagens abertas, etc), sementes expostas ao calor, validade das sementes, falta de umidade do substrato/espuma fenólica após o semeio, muita umidade do substrato/espuma fenólica associado a temperatura alta, pH elevado da espuma fenólica, lote de sementes, substrato inadequado a cultura.

Para mais informações acesse nosso blog sobre germinação e armazenamento de sementes ou escolha de substratos

3. Minhas mudas estão desuniformes, o que pode ser?

Quando as mudas semeadas da mesma bandeja/placa de espuma fenólica apresentam variação de tamanho pode ser um indicativo de diferença de vigor entre as plantas o que pode ser proveniente de sementes de baixo vigor (devido ao mau armazenamento das sementes ou sementes vencidas), ou desuniformidade na irrigação das mudas, desuniformidade na fertirrigação das mudas, mau homogeneização na hidratação do substrato antes do semeio, sombreamento.

Para mais informações acesse nosso blog sobre germinação e armazenamento de sementes ou escolha de substratos

4. Minhas mudas morreram na primeira semana após a germinação, o que pode ser?

Existem algumas doenças que podem atacar as plantas logo nos primeiros dias do seu desenvolvimento, são conhecidas como Damping off ou Tombamento. Entretanto existem pragas muito vorazes que podem atacar as mudas em um curto período de tempo, é importante averiguar se não é o caso.

Para mais informações acesse nosso blog sobre germinação e armazenamento de sementes ou escolha de substratos

5. As folhas das minhas alfaces estão amareladas e com fungo branco, o que pode ser?

Existem duas doenças causadas por dois fungos distintos que podem apresentar esses sintomas, o Mildio ou o Oídio. Para saber a diferença entre elas acesso nosso blog....

6. Qual o Ec ideal para o cultivo de alfaces na hidroponia?

É importante ter o entendimento que o Ec é o indicativo de quanto de “alimento” está sendo oferecido para as plantas. Assim como os seres humanos nossa exigência alimentícia dos primeiros anos de vida é menor do que na juventude. Nas plantas a dinâmica funciona da mesma forma, as mudas deverão receber fertirrigações com Ec baixo de 0,4-0,6 e no berçário serem conduzidas com Ec mais elevado de 0,8-1,0, na fase definitiva da hidroponia o Ec pode ser conduzido de 1,4-1,6.

Acesse nosso blog para obter mais informações sobre solução nutritivas.

7. Qual a frequência de fertirrigação necessária das mudas?

Antes de pensarmos na frequência, devemos nos atentar em quando iniciar as fertirrigações das mudas. Dependendo do tipo de substrato/ espuma fenólica e o Ec contido nele é que pensaremos quando começaremos as fertirrigações e a frequência. Quando o substrato apresenta Ec elevando acima de 0,7 o início da fertirrigação pode ser após 8 dias do semeio. Para substratos com Ec abaixo de 0,4 as fertirrigações podem iniciar após o quinto dia do semeio. As fertirrigações com Ec de 0.4 poderão ser realizadas 3 vezes por semana, entretanto sempre observar o desenvolvimento das mudas. Em dias quentes que demandarão mais do que uma rega no dia, não há a necessidade de sempre ser realizada com o adubo.

8. Minhas plantas murcham na hidroponia, o que pode ser?

Procure primeiro verificar como estão as raízes e o talo das plantas. Caso as raízes estejam de cores escuras você pode estar tendo problemas com doenças que iniciaram nas raízes, podendo ser Thielaviopsis ou Pythium. Caso suas plantas apresentem o talo mole (corte algumas plantas para verificar), com odor, em início de apodrecimento é possível que o seu problema seja decorrente de uma bactéria Erwinia.  Para saber a diferença entre elas acesso nosso blog....

9. Qual o timer ideal de funcionamento da hidroponia?

Isto dependerá de qual tipo de substrato você está utilizando para formação das mudas e região de produção, estação do ano ou tipo de timer utilizado para configuração (analógico ou digital). Existem produtores que frequentemente usam o timer 15/15 (15 minutos funcionando e 15 minutos parados) e pulsos de algumas horas funcionando durante a noite. Dependendo da região e da temperatura os 15 minutos parados são tempo suficiente para secar as raízes e comprometer o desenvolvimento das plantas além de favorecer o aparecimento de doenças das plantas através das raízes danificadas. O ideal é observar o desenvolvimento das plantas conforme sua adaptação ao timer. Mas é importante dar as plantas um tempo para respirar, caso você não consiga implementar uma boa oxigenação na solução.

10. Preciso usar berçário na hidroponia?

O uso de berçário é uma fase de desenvolvimento das plantas com o intuito otimização de espaço e tempo. Entretanto isso é relativo dependendo do tipo de meio de cultivo das mudas é utilizado: espuma fenólica e o tamanho/tipo das bandejas utilizadas. O uso de espuma fenólica exigirá o uso de berçários devido ao tamanho dos cubos e a necessidade de repartir a placa conforme crescimento das raízes das mudas. Hoje existem no mercado bandejas de 162 células, com maior volume de substrato, da qual suas mudas formadas são chamadas de “mudão”, não necessitam do berçário e sua colheita pode ser encurtada em até uma semana.

11. Minhas mudas não se desenvolvem, o que pode ser?

Procure observar se as raízes das mudas estão sadias ou se as folhas das mudas apresentam o desenvolvimento normal. Se as raízes estiverem escuras pode ser indício de falta de água e estresse hídrico nas mudas. Em casos de excesso de irrigação associado a alta temperatura do ambiente podem favorecer a ocorrência de doenças. Caso as folhas apresentem de tonalidade escura e textura muito grossa pode ser indício de mudas cegas. Existem alguns estudos que indicam que o uso de alguns produtos químicos pode prejudicar o desenvolvimento das mudas causando estresse e “travando” o seu desenvolvimento.

12. Tenho muitas plantas com muitas cabeças, o que pode ser?

Isso é uma forma da planta manifestar que sofreu algum estresse que ocasionou a perda do miolo principal e com a necessidade de se desenvolver acabou estimulando os brotos laterais para continuar o seu ciclo. Procure investigar os produtos químicos aplicados ao longo do seu desenvolvimento que possam ter estimulado o estresse nas plantas. Sabemos que a amplitude térmica é outro fator que também favorece o aparecimento desses distúrbios associado a estresse hídrico (falta e o excesso), deficiência nutricional (Ca, B e Zn), oscilação de pH e misturas de caldas na aplicação de defensivos.

13. Quais doenças mais acontecem na produção de hidroponia?

As doenças mais frequentes, no caso das alfaces, são: Pythium, Vira cabeça, Antracnose, Oídio, Rizoctonia e Erwinia. Esporadicamente é possível ocorrer Sclerotinia e outras doenças mais comum em campo aberto. Para saber mais informações entre em nosso blog.

14. O que posso usar/aplicar na minha produção para controle de doenças?

Com o sistema de rastreabilidade de vegetais frescos em vigor da Instrução Normativa Conjunta n°2 do Ministério da Agricultura que além da padronização das informações do produto nas embalagens os produtores precisam se organizar com relação aos produtos agrotóxicos utilizados em suas áreas de produção. Abaixo temos duas fontes de sites de pesquisa para busca de produtos registrados paras as culturas/doença e praga.

Consulte sempre um professional da área para maiores informações.

15. Quantos dias uma muda fica pronta?

Em se tratando de mudas feitas em substrato o seu desenvolvimento vai variar de 25-35 dias dependendo da época do ano e tipo de bandejas utilizadas. Sempre observar o desenvolvimento das raízes e da parte aérea como tomada de decisão para o transplante das mudas. Quando apresentarem um bom sistema radicular e uma parte aérea com 4-6 folhas verdadeiras é o ponto ideal para o transplante.

16. Por que minhas alfaces roxas estão verde?

As alfaces roxas apresentam além da clorofila a antocianina (flavonoides) como pigmentos de coloração (em maior quantia do que clorofila). Devido essa diferença, vão demandar de maior luminosidade para intensificar a coloração roxa. Certifique-se de que sua estufa não esteja com plásticos muito sujos, ou os dias estejam muito nublados, se sua área esteja com sombrite ou suas alfaces roxas estejam sombreadas.

17. Por que minhas mudas estão estioladas/caneludas?

A falta de luminosidade nas mudas faz com as mesmas vão em busca de luminosidade. Se houve a retirada tardia das mudas da câmara de germinação possivelmente as mudas estarão “caneludas” ou estioladas, isso poderá comprometer o desenvolvimento das mudas na hidroponia podendo causar queima das folhas quando apoiadas nos perfis nas horas mais quentes após o transplante. Outro fator é com relação a idade das mudas formadas em bandejas com muitas células, a alta competição por espaço entre as mudas também poderá ocasionar o estiolamento delas.

18. Por que minhas alfaces estão pendoando na hidroponia?

O pendomento das plantas é diferente do estiolamento das plantas. O pendoamento é o processo de florescimento das plantas decorrente a entrada na fase final do ciclo da planta ou seja início da fase reprodutiva e perpetuação da espécie. Quando as plantas entram nesse processo é indício de que já estão passando do seu ponto de colheita, quando algumas variedades entrem nesse processo o próprio sabor das mesmas é alterado para amargor.

19. Por que minhas plantas estão queimadas na hidroponia?

Observar se essa queima é nas folhas mais novas, no miolo da planta ou nas folhas mais velhas. Ambas as queimas são chamadas de Tip Burn. No caso da queima ocorrer nas folhas mais novas é decorrente pela falta de cálcio dentro da planta. Para saber mais procure em nosso blog mais informações sobre Tip Burn. No caso do Tip Burn das folhas mais velhas, também chamadas de External Tip Burn, podem ser decorrentes a desbalanço nutricional relacionado ao Potássio.

20. Por que minhas plantas estão meladas na hidroponia?

Se a mela é decorrente das folhas e apresentar estruturas cinzas pode ser decorrente ao Botrytis, entretanto a manifestação desse fungo é secundária. Possivelmente ocorreu alguma lesão nas folhas (podendo ser por exemplo tip burn) associadas as condições favoráveis permitiu a ocorrência do fungo. Caso a mela esteja ocorrendo no talo das plantas, possivelmente o problema seja decorrente de bactéria Erwinia. Para maiores informações acesse o nosso blog.

21. Que tipo de embalagens devo usar para Salanova? Qual medida de embalagem?

Não existe regras para tipo e embalagens a serem comercializadas as plantas de Salanova. Isso é um critério a ser adotado por cada produtor. A medida de cada embalagem dependerá única e exclusivamente ao tamanho de planta que desejas colher.

22. Salanova é baby leaf?

Não, Salanova é um conceito único da Rijk Zwaan dentro do segmento de mini Alfaces. Para entender melhor as diferenças entre baby leaf, mini alfaces Salanova acessem nosso blog....

23. Qual solução de hidroponia devo usar para Espinafre verdadeiro?

Para o cultivo do espinafre não existe uma receita específica para a produção dela, ela pode ser tanto cultivada na solução de rúcula quanto de alfaces. Único detalhe que observamos é que é um segmento que necessita mais de Magnésio para o seu cultivo.

24. Quantas sementes devo semear para Espinafre verdadeiro ou acelga verdadeira?

A germinação do espinafre verdadeiro é melhor quando suas mudas são feitas em substrato do que em espuma fenólica. As sementes de espinafre exigem mais aeração do meio para sua melhor germinação. Em geral a quantia de sementes a serem semeadas dependerá muito da forma que se pretende comercializar o produto final. Se forem para o segmento de baby leaf, colhidas jovens, a quantia de sementes poderá ser mais de 10 por célula e se for para mercado de maço em torno de 5 a 8 sementes.

25. Como posso consumir Acelga verdadeira?

Na Europa, aonde este segmento é mais difundido e conhecido, o consumo dela é para duas finalidades, tanto como salada fresca em um mix de folhas quanto refogadas. Para saladas frescas as folhas utilizadas são colhidas como brotos, baby leafs ou até mesmo teenleafs. Para pratos quentes como refogados as plantas consumidas são adultas com talos e folhas mais grossas.

26. Posso semear semente vencida?

Pode, desde que as sementes tenham sido armazenadas em boas condições a garantia de boa germinação é ainda maior. O fato das sementes possuírem validade não significa que as sementes de uma hora para outra perderam por completo o seu poder germinativo, desde que armazenadas em boas condicções.

27. Minhas mudas estão retorcidas, duras e escuras, o que pode ser?

Suas mudas possivelmente estão cegas, perderam o miolo principal e apresentam essas características de folhas duras e deformadas. Observar se ao longo dos dias as mudas realmente não desenvolverão o miolo principal.

28. Minhas plantas estão crescendo torcidas, o que pode ser?

É comum encontrar plantas torcidas do tipo romana e até mesmo americanas, quando as folhas das saias crescem torcidas resultando um mau aspecto de apresentação das plantas. Esse efeito nas plantas pode ser decorrente ao calor extremo associado a falta de água, excesso de adubação nitrogenada ou também decorrente de uso de variedades não indicadas na estação do ano.